Uberlândia ganhará fonte renovável de energia

A parceria da Administração Municipal, Governo de Minas e iniciativa privada vai trazer para Uberlândia mais um grande investimento. A assinatura de um protocolo de intenções no final de agosto de 2011 com a Energás, fez com que a cidade ganhasse um projeto destinado à captação de biogás e produção de energia. Será o primeiro implantado no interior do Brasil voltado para alternativas verdes deste segmento.

Proveniente da decomposição do lixo presente no antigo aterro sanitário do município, o processo transformará o gás metano em energia elétrica. A utilização do gás nocivo que iria para a atmosfera evita o efeito estufa e colabora com a substituição de energias poluentes – geradas por termoelétricas e hidroelétricas – por energia limpa.

De início, a nova instalação irá operar com 1,4 megawatts (MW), número que proporcionará o abastecimento para uma população de 20 mil habitantes. Em 2014, a potência instalada irá dobrar para 2,8 MW e em 2019, triplicar para 4,2 MW.

O investimento na planta é de R$ 5,3 milhões e a previsão é que mais de 50 empregos diretos e indiretos sejam gerados a partir do funcionamento. “Uberlândia prima pelo desenvolvimento sustentável. Devemos ter em mente a preocupação ambiental e a usina vai trabalhar essa questão. Primeiro, pelo reaproveitamento do biogás que vem do lixo e, em segundo, por uma energia mais limpa e com menos desperdício”, afirma o prefeito Odelmo Leão.

A extração do biogás será feita durante 21 anos em 600 mil m² de área, com equipamentos de última geração. “Nosso intuito sempre foi trazer tecnologia e ganhos cada vez maiores para a região. E a atual administração fez com que este propósito se consolidasse. É uma parceria ideal, que luta para que Uberlândia siga sempre em frente”, explica Eduardo Santos, diretor da Energás.